PILOTO PRIVADO (PRÁTICO)

O candidato a uma licença de Piloto Privado – Avião, deverá ter completado 18 anos, ter concluído o ensino médio e ser titular de CMA (Certificado Médico Aeronáutico) de 2 classe válido – em Londrina o exame pode ser feito na clinica Aeromédica (telefone 43-33237064); com o CMA em mãos, o aluno poderá dar início às aulas práticos, no entanto poderá voar apenas acompanhado dos instrutores.

Para concessão da licença, os requisitos de conhecimentos teóricos (fase que precede o prático) deverão ser os seguintes: ter completado, com aproveitamento, o curso teórico de piloto privado aprovado pela ANAC e ter sido aprovado em exame teórico da ANAC para a licença referente à categoria que pretenda obter a licença.

 

O Curso é dividido nas seguintes fases:

  1. Pré-solo: 19 horas de voo.
  2. Aperfeiçoamento: 10 horas de voo.
  3. Navegação: 10 horas de voo.
  4. Voo noturno: 03 horas de voo.

 

Após a conclusão do treinamento prático, o aluno é submetido a um voo de cheque com um examinador credenciado pela ANAC, que avaliará se o aluno está apto a receber sua licença; é possível fazer o voo de cheque na própria escola.

 

Para matricula é necessário que o aluno apresente os seguintes documentos:

  1. RG (cópia autenticada);
  2. CPF(cópia autenticada);
  3. Titulo de Eleitor (cópia autenticada);
  4. Certificado Militar (cópia autenticada);
  5. Comprovante de escolaridade (cópia autenticada);
  6. Extrato do CMA (disponível no site da ANAC);
  7. Extrato de Banca (disponível no site da ANAC);
  8. 02 Fotos 3×4

 

Para o voo de cheque é necessário que o aluno recolha as seguintes GRU:

  1. Número 97 – Avaliação de experiência de voo (disponível no site da ANAC);
  2. Número 99 – Emissão da licença de PP-A (disponível no site da ANAC).
Exigências da ANAC (RBAC61):
(A) 20 (vinte) horas de instrução duplo comando;
(B) 10 (dez) horas de voo solo diurno no avião apropriado para a habilitação de classe que se deseja obter a habilitação, incluindo 05 (cinco) horas de voo de navegação;
(C) 01 (um) voo de navegação de, no mínimo, 150 (cento e cinquenta) milhas náuticas, equivalentes a 270 (duzentos e setenta) quilômetros durante o qual se realizem, ao menos, 02 (duas) aterrissagens completas em aeródromos diferentes;
(D) a instrução de voo recebida em um dispositivo de treinamento para simulação de voo, qualificado e aprovado pela ANAC, é aceitável até um máximo de 05 (cinco) horas;
(E) 03 (três) horas de instrução em voo noturno, que incluam 10 (dez) decolagens e 10 (dez) aterrissagens completas, onde cada aterrissagem envolverá um voo no circuito de tráfego do aeródromo.
*Se deseja obter informações mais detalhadas acerca dos cursos oferecidos pela Volare, nos encaminhe um e-mail com suas dúvidas; nossa equipe estará sempre de prontidão para atendê-lo.